<Novembro 2006>
S
T
Q
Q
S
S
D
             
30      

Toca Da Montanha


Relacionado a viagens e expedições pelo mundo a fora,
seja de motocicleta, de carro,
de bicicleta ou a pé.


Projeto Nazca - Relatos

 

Introdução
Topo


23.11.06

\ \ Vigésimo Terceiro Dia

Nada como tomar a decisao certa. Levantamos as 7 da manha, o Dario nao estava muito bem, gripe forte. Estava muito frio e nublado, ele me perguntou se pegariamos chuva pelo caminho, eu respondi que talvez, mas que em 100 kms teriamos o sol de volta. Mas eu sabia que antes de melhorar, iria piorar. Comecamos a viagem e pegamos chuva fria logo de cara, uns 15 minutos. Comecamos a subir a serra para chegar em Cochabamba, comecou a esfriar ainda mais. Depois de muitos “sobes e sobes”, comecou a nevar. As montanhas estavam forradas de gelo. Paramos para dar uma filmada e tirar umas fotos, mas fomos embora rapidinho pois as motos estavam com rendimento de mobilete, conseguiamos andar a 10 km/h no maximo, elas estavam ate congelando pois cada vez que elas morriam ficava dificil de ligar. Segundo Dario, hoje foi um dos dias mais dificeis da viagem. Se tivessemos continuado a viagem ontem, com certeza ela estaria comprometida, mesmo porque, ao olhar no relogio, lembramos que a Bolivia tem uma hora a mais que o Peru, a luz do dia nao seria suficiente para chegar ao destino. Nao gosto nem de pensar no que poderia acontecer…
Chegamos ao topo da serra, comecamos a descer e imediatamente a temperatura comecou a se elevar, a paisagem comecou a mudar. Chegamos a Cochabamba mais tranquilos e batemos um almoco como ha muito nao faziamos. Estrada de novo. Erramos o caminho e acabamos aumentando a kilometragem do dia, contudo, diminuimos a do dia seguinte.
Descemos mais ou menos 150 kms de serra, tomamos varias chuvas pelo caminho. Como ha males que vem para o bem, chegamos a um povoado chamado Villatunary, que por sinal é muito bom. O clima aquí é bem diferente, é como o Brasil no verao, chove muito e é humido. Ficamos num hotel com piscina para compensar o dia anterior.
É impressionante como o clima mudou tres vezes no mesmo dia. De manha, um frio intenso com chuva e cenario arido, no meio do dia, neve e frio intenso, no final do dia, calor, humidade e muito verde.

Passando aperto no frio I

Passando aperto no frio II

Passando aperto no frio III

Passando aperto no frio VI

Tava a maior friaca e este tiuzao estava tranquilo de chinelas de couro... sem comentarios...

Fazia tempo que nao viamos uma carne de vaca como essa.

Comendo com gosto I

Comendo com gosto II

Ao descer a serra a paisagem mudou bastante.

Apos um dia dificil, um hotel bom para relaxar.

Parece que nao tirou a camisa para nadar...

4 comentários

Em 27.11.06, às 21:17:14, junior disse :
???