<Novembro 2006>
S
T
Q
Q
S
S
D
             
30      

Toca Da Montanha


Relacionado a viagens e expedições pelo mundo a fora,
seja de motocicleta, de carro,
de bicicleta ou a pé.


Projeto Nazca - Relatos

 

Introdução
Topo


18.11.06

\ \ Décimo Oitavo Dia

Levantamos tarde em Abancay, por volta das 8 da manha. Descemos tomar o café que agente nao tinha direito, pagamos por ele, mas foi um bom café da manha.
Abastecemos as motos e caimos na estrada, figurativamente falando.
Hoje pode-se dizer que chegamos a altura das nuvens, o destino era Cuzco. A distancia entre as cidades era curta, mas a estrada era trabalhosa pois rodavamos em volta de montanhas, o que tornava um percusro de 180 km parecer ter 10 vezes mais. A habilidade que estamos adquirindo com as motos e impressionante, nas curvas fechadas deitamos as motos ate quase os alforges rasparem o asfalto, mas fazemos isso sempre com muito cuidado, e logico. A paisagem aquí e muito verde, pois chove consideravelmente nas montanhas e o clima e humido.
Nao fizemos paradas durante a viagem, a nao ser para colocar agasalhos quando fazia frio ou retira-los quando esquentava. Muitos povoados pelo caminho, num deles, uma sprinter de turismo resolveu apostar corrida conosco, nao nos deixava ultrapassa-la chegando ate mesmo a fechar nossas motos, que cara idiota… numa das subidas acelerei a moto proxima a uma curva e consegui passa-la, a pesar do esforco do motorista de me impedir, tomei a dianteira e o cara nao conseguiu mais me alcancar. O Dario, depois de alguns minutos, conseguiu fazer uma ultrapassagem extrategica, pelo acostamento, quando a van perdeu velocidade ao se deparar com um carro velho em baixa velocidade. O cara tentou nos alcancar mas nao teve jeito, ficou para traz.
Chegamos a Cuzco, por volta da uma da tarde, fomos arranjar um hotel e em seguida fomos comprar as passagens para Machu-Pichu, mas a venda tinha se encerrado ao meio-dia. Vamos tentar comprar as passagens amanha, as 5 da manha, no momento da saida do trem, as vezes os lugares nao estao completos, o que torna a compra de ultima hora possivel. Sao precos de 65 a 220 dolares, e logico que queremos a mais barata.
Almocamos num boteco, compramos umas frutas e a noite fomos atrás de umas cervejas, encontramos 3 brasileiros tambem de motocicleta, sao de Natal, mas partiram de SP, atravessando a Bolivia e chegando aquí em Cuzco, sao todos gente boa, mais velhos que nos. Trocamos varias ideias sobre o percurso pois coincidem em determinados trechos. Quebrados, fomos para o hotel para descansar, afinal de contas, o dia seguinte comecaria cedo.

O inicio da nova descida

Demos um granhinha para essa senhora.